Logo
Atendimento

Email para contato

Ordem DeMolay comemora o primeiro ano unificada

08/12/2020
Temos a convicção de que tudo que se refere a mudanças gera insegurança e medo, principalmente quando tal processo ou etapa chega a envolver outras várias pessoas.  

Isso ocorre devido a alguns fatores que ocasionam tais sentimentos, como por exemplo o receio ao desconhecido, trazendo consigo insegurança e preocupação.  

Em meio aos tantos “se” que especulamos quando inseridos na necessidade de tomar decisões importantes durante a nossa vida, a dúvida pode soar como um fator poderoso de interferência negativa. A acomodação, em saber do resultado esperado, que assim como estamos, "está bom!", o fato de achar que “time que está vencendo” não se mexe, ainda, de ouvir os outros não seguindo nossos verdadeiros desejos  e saber a verdade sob aquilo que nos cerca na existência.

Desde que o mundo é mundo, não sabemos conviver com as diferenças: sejam elas de opinião de cunho religioso, ideológico, político e até mesmo sobre a verdadeira situação de nossa amada Ordem DeMolay.  

Desentendimentos, batalhas, rivalidades inconciliáveis: tudo fruto do desrespeito à diferença do outro como se o certo fosse nascer numa linha de produção e em um impossível cenário que fôssemos todos iguais, esquecendo-se que até os mais semelhantes num dado momento começam a achar as tantas diferenças entre si. Esquecendo-se de que é justamente na diversidade de cada um, na pluralidade de experiências, na diferente percepção das coisas, que se forja um ser multifacetado. O pior: que é a riqueza das diferenças que possibilita o crescimento individual.  

Somos muitos, mas não somos únicos.

Kant dizia que a democracia era um despotismo, já que prevalece a opinião da maioria e não de todos, quanto a esta afirmação, não concordo. Antes a opinião da maioria que a opinião de um só. E quando se fala em opinião, se fala em diferença também. Opinião é percepção, é singular e relativo. Opinião cada um tem a sua podendo mudar ou não como melhor lhe aprouver. Para mim a bússola desse viver em sociedade caótico é o respeito, esta é a única lei, a única regra que não pode ser burlada. E respeitar não significa aceitar ou calar-se, significa entender que o outro fundamenta seu pensamento numa ótica diferente da minha.  

Nossa Família DeMolay, está unida unificada e fortalecida, unida em uma só bandeira, em uma só causa comum!  

Hoje, 08 de dezembro de 2020, comemoramos dessa união. Deixamos nossas diferenças repousassem, qualquer vaidade ser mais importantes que o brilhantismo dos Jovens DeMolays Ativos que estão a cada dia fazendo uma Ordem DeMolay Sem Fronteiras!  

O Grande Oriente de Minas Gerais parabeniza essa união, somos Tios e Sobrinhos, somos pessoas que nasceram e vivem nos mais diversos lugares, mas que têm o mesmo amor pela Ordem DeMolay.

Jamais podemos ir para fogueira por uma opinião nossa, sem ter a certeza do que é realmente certo. Porém, devemos ir pelo direito de ter e mudar de opinião, quando sabemos da verdade pura é porque estamos fazendo a mudança...  

"Deus Abençoe a causa da Ordem DeMolay!"    

https://gomg.org.br/uploads/potencia/midia/77.jpeg


Foto: Comitiva de Minas Gerais, Brasília-DF, em 08/12/2019, durante a Cerimônia de Unificação da Ordem DeMolay no Brasil. 
Dentre os membros da Comitiva, destacamos os Ir∴ Wilson Júnior, Past Grande Mestre Nacional e Estadual da ODM, Ir∴ Cassiano Teixeira de Morais, Secretário Geral da CMSB, Ir∴ Guilherme Santos, Grande Mestre Nacional da ODM, Ir∴ Lucas Andrade, Grande Secretário de Comunicação, Ir∴ Anderson Calais, Grande Mestre Estadual de Minas Gerais, Ir∴ Saulo Humberto Moreira e Xavier, Secretário Executivo Estadual, Sobrinho João Guilherme Schott, Mestre Conselheiro Nacional da ODM, Sobrinho Jorge Luiz Tarabal, Mestre Conselheiro Estadual. 
Texto: 
Ir∴ Luiz Eduardo de Almeida
Past Grande Mestre Nacional da Ordem DeMolay
Past Grande Mestre Estadual da Ordem DeMolay – Minas Gerais


Comunicação | GOMG 

Emitido em 13/06/2021 07:56